plano de curso.

Plano de curso_sistemas da comunicação

 

1.EMENTA

Concepções de sistemas em comunicação. O direito à informação e à comunicação. A regulamentação do sistema midiático brasileiro, legislação e órgãos reguladores, autoregulamentação e controle público. As grandes corporações midiáticas e os sistemas públicos. A comunicação alternativa e comunitária. A comunicação democrática.

 

2.OBJETIVOS

2.1 – Objetivo Geral

– Desenvolver a capacidade de ler e compreender o gerenciamento dos sistema midiático

 

 

2.2 –  Objetivos Específicos

– Conhecer as especificidades da estrutura midiática e suas relações com a formação de sentidos, alienação e controle da opinião pública;

– Possibilitar uma maior compreensão acerca dos elementos possíveis a serem explorados nos sistemas de comunicação;

– Compreender o papel da mídia na sociedade contemporânea, identificando os aspectos envolvidos no processo de elaboração e veiculação das mensagens;

– Identificar as políticas de comunicação em vigor e como elas determinam e influenciam no processo de produção da informação;

–  Analisar as diferentes formas de controle da informação;

 

3. Unidades Temáticas

 

I – Unidade Temática

-Elementos para uma crítica dos sistemas midiáticos

– Padrões globais de comunicação na contemporaneidade

-Mídia e Modernidade

-Comunicação e poder

– Comunicação e democracia

II Unidade Temática

 

–  Mídia e política;

-A comunicação on line: regras e desafios

-Controle da comunicação na web: é possível?

-As mídias com funções pós-massivas

-Novo modelo de redação: a convergência entre linguagens

-Políticas públicas para uma democracia on line

 

4. METODOLOGIA

  • 4.1 Aulas expositivas sobre o tema com a utilização de data-show e outros recursos didáticos;
  • 4.2 Leituras e discussões sobre textos e artigos em sala;
  • 4.3 Exibição de filmes para o desenvolvimento de análises críticas

 

5. AVALIAÇÃO

5.1 Participação em debates

5.2 Produção textual

5.3 Capacidade de analisar e interpretar filmes que abordem a temática

 

 

 

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

AMARAL, Roberto. “Controle das Eleições e Informação – o Papel dos Meios de Comunicação de Massa. In: Comunicação e Política, n.s, v. VII, n.2, p. 147-159.

BAUMAN, Zygmunt. Comunidade – a Busca por Segurança no Mundo Atual. Rio de Janeiro, Zahar ed., 2003.

_________________. Vidas Desperdiçadas. Rio de Janeiro, Zahar, 2006.

BORDENAVE, Juan Diaz. “Comunicação e Participação”. In: Além dos Meios e ensagens. Petrópolis, Vozes, 1983.

_______________ O que é participação. São Paulo, Brasiliense, 1983.

BOSI, Alfredo. Dialética da Colonização. São Paulo, Companhia das Letras, 1994.

DIZARD Jr., Wilson. A Nova Mídia. Rio de Janeiro, Zahar, 2000.

DOIMO, Ana Maria. A Vez e a Voz do Popular nos Movimentos Sociais e Participação Política no Brasil pós-70. Rio de Janeiro, Relume-Dumará: ANPOCS, 1995.

DOWNING, John D. H. Mídia Radical – Rebeldia nas Comunicações e Movimentos Sociais. São Paulo, Senac, 2002.

GOMES, Pedro G. e PIVA, Márcia Cruz (orgs.) Políticas de Comunicação: Participação Popular. São Paulo, Edições Paulinas, 1990

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro, Vozes, 1991.

LEMOS, André. ______. Ciber-Socialidade: tecnologia e Vida Social na Cultura Contemporânea. Trabalho apresentado no GT Sociedade Tecnológica, no COMPÓS-98. In: Revista Logos, Rio de Janeiro: UERJ, 1998. [on-line] Disponível na internet em http://www.facom.ufba.br/pesq/cyber/lemos/cibersoc.html. Acesso em: 20 jan.2003

LIMA, Venício Artur de. Mídia – Teoria e Política.  São Paulo, Editora Perseu Abramo, 2001.

MENDONÇA, Duda. Casos e Coisas. São Paulo, Globo, 2001.

NETO, Francisco Paulo de Melo & FROES, César. Responsabilidade Social & Cidadania Empresarial. Rio de Janeiro, Qualitymark, 2005.

OLIVEIRA, Márcio. “Pensamento Social Brasileiro em Perspectiva: Três A(u)tores em Cena. In: Revista Comunicação e Política.

SOARES, Ismar de Oliveira. Para uma leitura crítica dos jornais. São Paulo, Paulinas, 1984.

________________________. A Comunicação na Construção da Paz. São Paulo, Paulinas, 1987.

RIBEIRO, José Carlos S. Comunidades virtuais eletrônicas: convergência da técnica com o social. In: XXIV Intercom – Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Campo Grande, set. 2001. 1 CD ROM

SCHWINGEL, Carla Andrea. Agentes Criativos: desenvolvedores web como promotores da cibercultura. IN: NUSSBAUMER, Gisele; DUTRA, Joana D’arc; SIMONETTI Jr., João Carlos; SANTOS, Suzy (Orgs). Temas em Comunicação e Cultura Contemporâneas 3. Salvador: Facom, 2001. p. 33-51.

 

SODRÉ, Muniz. Antropológica do Espelho. Petrópolis, Vozes, 2002.

_____________.Reiventando a Cultura – a Comunicação e seus Produtos. Petrópolis, Vozes, 1996.

 

THOMPSON, John B. A Mídia e a Modernidade: uma Teoria Social da Mídia. Petrópolis, Vozes, 1998.

 

 

9.2 Complementar

 

 

ABRAMO, Cláudio. A Regra do Jogo. São Paulo, Companhia das Letras, 1988.

ARBEX JR., J. Showrnalismo: a notícia como espetáculo. São Paulo: Casa Amarela, 2003

BRAGA, J. L. A sociedade enfrenta sua mídia: dispositivos sociais de crítica midiática.São Paulo: Paulus editora, 2006.

BROCKMAN, John. Einstein, Gertrude Stein, Wittgenstein e Frankenstein – reiventando o universo. São Paulo, Cia. das Letras, 1989.

CANAVILHAS, João. Webnotícia: propuesta de modelo periodístico para la WWW. Universidade de Beira Interior, 2007..

FERRARI, Pollyana (org.). Hipertexto-Hipermídia. São Paulo: Ed. Contexto, 2007.

MACHADO, Elias; PALACIOS, Marcos. Modelos de jornalismo digital. Salvador: Calandra, 2003.

 

CARDOSO, G. A mídia na sociedade em rede. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007

.

CASTELLS, M. A galáxia da Internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CRUCIANELLI, Sandra. Ferramentas digitais para jornalistas (PDF). Disponível no blog da disciplina.

COSTA, Caio Túlio. O Relógio de Pascal. São Paulo, Siciliano, 1991.

QUENEAU, Raymond. Exercícios de Estilo. Rio de Janeiro, Imago, 1995.

LAGE, Nilson. A Reportagem – teoria e técnica de entrevista e pesquisa jornalística. Rio de Janeiro, Record, 2001.

 

MARCONDES FILHO, Ciro. A saga dos cães perdidos.

MACHADO, Arlindo. A ilusão espetacular: introdução à fotografia. São Paulo. Brasiliense, 1984.

MAFFESOLI, M. O tempo das tribos: o declínio do indivíduo nas sociedades de massa. Rio de Janeiro: Forense-universitária, 1998.

MACHADO, Arlindo. Máquina e Imaginário. São Paulo, Edusp, 1996.

MANSUR, Douglas Amparo. Focus: Movimento dos Sem Terrinha. Revista Cultura Vozes, nº 91, encarte. São Paulo, março/abril, 1997.

MENEZES, Paulo. A trama das imagens. São Paulo, Edusp, 1997.

NEIVA JR. E. A imagem. São Paulo. Ática, 1994.

OLIVEIRA, João Sócrates de. Manual prático de preservação fotográfica. São Paulo, Sicct, 1980.

 

PAIVA, R. & BARBALHO, A. Comunicação e cultura das minorias. São Paulo: Paulus editora, 2005.

 

MEDINA, C. Entrevista: o diálogo possível. São Paulo: Ática, 1990.

 

TRAVANCAS, Isabel. O Livro no Jornal – os suplementos literários dos jornais franceses e brasileiros nos anos 90. Cotia, Ateliê Editorial, 2001.
VILLAS BOAS, Sérgio. O Estilo Magazine: o texto em revista. São Paulo, Summus, 1996.

 

 

 

LINKS:

 

http://www.direitoacomunicacao.org.br/content.php?option=com_content&task=view&id=8882

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s